Post tagged: paixão

As posições sexuais para desfrutar mais

Por que viver uma vida sexual monótona quando há tantas posições sexuais divertidas para tentar com seu parceiro? É importante que o casal seja capaz de experimentar a sexualidade em todas as formas, desde a mais divertida até a mais criativa. É por isso que existem tantas posições sexuais, que agora vamos explorar juntos.

Posições sentadas

A rede - O homem está sentado em uma superfície dura com as pernas dobradas e segurando os joelhos com as mãos. A mulher está sentada em cima dele, no espaço criado entre as pernas e o peito. Com os joelhos, o homem a empurra para o corpo dele. Os dois estão cara a cara.

O trapézio - O homem está sentado com as pernas abertas e a mulher está acima dele. Ele a pega pelos quadris enquanto ela se deita de costas. Os dois formam uma espécie de L. O homem usa a força de seus braços para aproximar a parceira de si mesmo. Uma posição verdadeiramente ideal para mudar a rotina.

Um casal transa na posição da cadeira

Dominação - ambos estão sentados, um na frente do outro, para que os dois corpos se encaixem, ela acima dele. Esta posição fará com que você experimente um orgasmo intenso e inesquecível.

A cadeira - O homem está sentado descansando as costas em um travesseiro, com as pernas abertas e flexionadas. A mulher está acima dele e com as mãos controla a penetração e a intensidade. Suas pernas descansam em seus ombros. Para aumentar o prazer, ele pode tocar o clitóris da parceira com os dedos. Os dois estão frente a frente.

Ying e Yang - na ponta dos pés e com as pernas ligeiramente separadas, ele a recebe, que se senta em cima dele, ela também na ponta dos pés. Os movimentos dos dois imitam uma espécie de rede, indo e voltando. Ou ele pode ficar parado, deixando-a apenas se mover até chegar ao clímax do orgasmo. Posição especial, mesmo que exija equilíbrio e força física!

A fusão - O homem sentado com as pernas esticadas, ligeiramente inclinado para as costas, apoiado nas mãos. A mulher tem as pernas de cada lado do corpo, inclinada, apoiando-se nos braços atrás do corpo. Nesta posição as preliminares são muito importantes já que durante a relação real esta posição impede beijos, carícias e outros contatos entre os dois.

A cortesã - Ela está encostada na ponta da cama ou na cadeira e ele se ajoelha para que seu pênis esteja na mesma altura da vagina. A mulher agarra-o com as pernas e ambos seguem o mesmo ritmo de penetração.

A balança - é um dos mais comuns. A mulher está de pé sobre o homem de costas para ele e é ela quem decide o ritmo da penetração. Ele pode beijar seu pescoço e cabelo ao mesmo tempo.

Posições em pé

O carrinho de mão - As posições em pé são muito intensas. Nesta a mulher é colocada na beira da cama, por trás. O homem está de pé, ele levanta as pernas dela e a penetra por trás. As sensações que essa posição causa são diferentes, dependendo se as pernas estão mais ou menos abertas, mais ou menos levantadas.

A união suspensa - Ele está de pé, ela está encostada a uma parede. O homem mantém as pernas levantadas e a penetra. É uma posição muito excitante, mas difícil de manter por um longo tempo.

A posição do lobo - Ela está de pé, mas inclinada para frente, ele está atrás dela, ainda de pé, penetrando-a, segurando-a pelos quadris. Posição muito emocionante, para quem quer experimentar coisas novas!

Depois de ver as posições sexuais para desfrutar sentado e em pé, agora vamos ver as posições com ela ou ele ao lado. Lembre-se de que, qualquer que seja a sua posição, o importante é que você alcance o máximo de prazer.

Posições com ela acima

A Amazona - Os homens gostam muito das posições com a mulher acima, eles as acham sexy. Neste caso, o homem está deitado com as pernas ligeiramente separadas e as pernas dobradas de modo que os joelhos toquem o peito. Ela se senta em cima dele na ponta dos pés, ajustando-se à sua posição. O movimento dos dois será para o outro e para baixo para favorecer a penetração.

Um casal transa na posição da Amazona

O balanço - esta posição permite uma penetração quando ela se senta de costas e controla seus movimentos com a ajuda de seus braços. O homem pode facilmente acessar o ânus e as nádegas de sua parceira, o que pode reduzir o ritmo para desfrutar de um estímulo anal.

Variação do balanço - Outra maneira de desfrutar desta posição sexual é que a mulher está deitada no corpo do homem, mas não completamente e sempre por trás; na verdade, a parte superior do corpo deve estar levemente elevada e ela deve ficar em seus braços. Isso também permite que o homem toque nos seios da mulher.

Alinhamento perfeito - Esta posição é ideal para aquelas mulheres que lutam para atingir o orgasmo e precisam de estimulação do clitóris e lábios vaginais. Além disso, o homem pode tocar as nádegas de sua mulher, colocar os dedos no ânus e aproximá-la dele. Os parceiros são um em cima do outro.

Posição de Andrômaca - Ela está sentada sobre o homem e decide qual será a força da penetração. Os homens gostam dessa posição porque lhes permite relaxar e, ao mesmo tempo, ver como a mulher fica excitada com eles. Além disso, ela pode segurar seu pênis na mão para aumentar sua excitação.

Posições com ele acima

O junco - As posições sexuais com ele acima são muito comuns, mas isso não significa que elas não sejam empolgantes. Neste caso, a mulher está esticada com as pernas abertas e dobradas, os braços atrás dos ombros. Quando o homem está pronto para penetrá-la, ela levanta suas nádegas, enquanto ele está de joelhos, acima dela. A posição, um pouco desconfortável, é muito compensada pelo orgasmo intenso que você vai experimentar!

As lâminas do moinho de vento - a mulher está esticada com os ombros voltados para a cama e as pernas bem abertas, sobre ela o homem se estende ao contrário, assim com o rosto voltado para a cama e com as nádegas voltadas para o rosto. Neste caso, o clitóris e a vagina estão em contato com seu púbis, portanto, também permite um orgasmo clitoriano.

A posição profunda - Ela está deitada com as pernas para cima, descansando em seus ombros. O homem a penetra por cima, apoiando as mãos nas laterais dela. Essa posição sexual é assim chamada porque permite uma penetração verdadeiramente completa e profunda.

A catapulta - O homem está de joelhos e penetra na mulher, que apoia as nádegas nas pernas dele. A mulher pode apoiar as pernas no peito do homem ou mantê-las separadas.

O espelho do prazer - Ela está deitada de costas, levanta as pernas e deixa que ele a sustente, apoiando o braço na cama. O homem penetra nela e é ele quem controla a situação.

A lua - Nesta posição, as pernas se entrelaçam. Na verdade, a mulher está esticada com as pernas abertas e dobradas, o homem sentado com as pernas abertas, mas tensas, empurrando-a pelos ombros.

Em suma, estas são apenas algumas ideias de posições sexuais para desfrutar mais, mas obviamente também esperamos pelas suas sugestões!

Como se faz o sexo tântrico?

Os segredos de uma prática sexual em nome da espiritualidade.

De acordo com a palavra Tantra, no universo tudo está inextricavelmente conectado, incluindo os seres humanos. Este conceito é a base de uma filosofia que traz importantes ensinamentos espirituais: uma homenagem à vida que vem do Extremo Oriente.

Já que o Tantra cobre todos os aspectos da vida, obviamente não podemos negligenciar a esfera sexual em nome do equilíbrio Físico-Mental; um equilíbrio que, uma vez alcançado, leva ao amor, ao sexo, mas também ao bem-estar interior e, acima de tudo, à felicidade.

Sexo tântrico

Mas o que significa fazer sexo tântrico?

Esta é uma prática nem sempre procurada pelos homens, que muitas vezes não concebem um relacionamento sem penetração. Mas o sexo tântrico mostra que as formas de sexo são variadas e igualmente satisfatórias. Nesta prática, por exemplo, o beijo é uma ferramenta muito importante, assim como os dedos e a língua, que são essenciais para atingir o orgasmo de formas alternativas e cheias de erotismo, estimulando os pontos mais impensáveis.

Para fazer sexo tântrico, é necessário que haja certa harmonia e um bom conhecimento do corpo do parceiro; um acordo sem o qual não se pode alcançar o equilíbrio que leva a um desfrute prolongado e ao que muitos definem uma sensação de beatitude. O próprio ato de estimulação, envolvendo todo o corpo, torna-se assim mais agradável do que o próprio orgasmo, porque é o momento mais alto, aquele em que as energias dos dois corpos se fundem num prazer quase religioso.

Nos textos que tratam do assunto também é possível estudar várias técnicas de massagem e posições alternativas bastante interessantes.

Para se aventurar na prática do sexo tântrico, é aconselhável criar um ambiente que evoque uma certa espiritualidade e intimidade, onde se sinta protegido e completamente relaxado.

Recomendamos um ambiente que seja o mais à prova de som possível, longe de ruídos altos que possam se tornar interferências na harmonia entre os corpos. Precisamente por causa da harmonia, é bom sincronizar a respiração colocando-se um na frente do outro, inalando e expirando alternadamente, como se exalar significasse dar ao seu parceiro o ar para respirar: algo extremamente romântico e eficaz.

Além disso, manter os olhos abertos, olhar um para o outro intensamente, mas sem se sentir obrigado, mostra que há uma certa harmonia e que até as mentes estão sincronizadas umas com as outras por meio de uma conexão indissolúvel.

O sexo tântrico, como pode ser facilmente inferido, é feito de preliminares, e é por isso que é necessário não se apressar, comportar-se espontaneamente e disfrutar de tudo o positivo que a estimulação prolongada entre os corpos pode oferecer.

É interessante notar que não existem regras bem definidas, mas apenas dicas úteis para chegar à interconexão de mente e corpo que muitos falaram e que é central para esta prática.

A primeira vez para as mulheres

Falando em sexo, em muitos casos, acontece que nos concentramos apenas em alguns aspectos conhecidos e aceitos, esquecendo-se, ao contrário, que ainda existem tantos aspectos relacionados ao Eros que não são totalmente claros e, acima de tudo, merecem ser investigados e divulgados, pelo simples fato de que eles afetam uma metade do mundo, isto é, o universo das mulheres: se é verdade, de fato, que tem havido muita discussão sobre anatomia humana, descrevendo tantos aspectos relacionados ao corpo, é também verdade que das nuances de significado da primeira vez na cama para as mulheres, nunca chegou-se a falar clara e livremente.

Orgasmo feminino

Em muitos casos, na verdade, falando da primeira vez para as mulheres, limitamo-nos a contemplar apenas certos aspectos do prazer, por exemplo, falando sobre o chamado orgasmo vaginal, esquecendo, por exemplo, o orgasmo clitoriano que, segundo alguns, é igualmente importante se nem mesmo mais importante e primordial, quase como se expressasse a verdadeira e profunda natureza psicológica da primeira vez para o universo feminino.

De fato, de acordo com alguns especialistas em sexologia, para as mulheres não é apenas a simples e pura transa experimentada no nível vaginal que proporciona aquelas grandes sensações e emoções que muitos esperariam que poderia causar o sexo, mas também todos aqueles estímulos periféricos. àquelas chamadas partes sensíveis, capazes de fazer a mulher perder a cabeça, com a consequente diferença de que o orgasmo masculino poderia estar intrinsecamente ligado à penetração, já que coincide com a ejaculação.

Aqui, então, um verdadeiro sexo transgressivo, picante e desinibido, para ser capaz de proporcionar uma experiência inesquecível a ambos os parceiros de uma noite, deve ser feito focalizando muitos aspectos não secundários, como a estimulação clitoridiana, o verdadeiro ápice do prazer feminino.

Os segredos para fazê-lo enlouquecer na cama

Vamos encarar os fatos: não somos todas feiticeiras encantadoras de homens, rainhas sedutoras de artes superfinas, capazes de enlouquecer nosso homem com novos jogos eróticos e lingerie sexy de deixar sem fôlego. No entanto, por vezes, precisa muito pouco para se tornar (e se sentir) irresistível aos seus olhos. Não está acreditando? Tente colocar em prática as dicas simples que listamos abaixo e você vai perceber imediatamente que sua vida erótica vai alcançar picos que você nunca poderia imaginar.

Enloquecer um homem na cama

1 – Sedução, esta desconhecida

Parece óbvio, mas não é de forma alguma; a sedução está na base da habilidade de causar excitação em um homem. Toda mulher deve ser capaz de seduzir seu homem a cada dia, em um contínuo jogo altamente erótico: isto permite-lhe controlar seus pensamentos e tornar-se a rainha do seu coração ... e não só isso.

Como implementar na vida cotidiana simples técnicas de sedução é óbvio. Um simples gesto, uma mensagem picante no início do dia que antecipe o que o espera em casa, depois do duro dia de trabalho. Ou desacostuma-lo de repente de algum "mimo" para que ele comece a se perguntar por que, e deixá-lo entender o quanto ele sente falta disso. Quanto você sente falta dele. Então comece prepara-lo bem, em antecipação da chegada dos momentos mais íntimos...

2 – Faça amor com suas fantasias

Antes que com ele. Aprenda a conhecê-lo bem, aprenda a entender quais são suas zonas erógenas para excitá-las corretamente, tente se lembrar de suas preferências e descobrir suas fantasias mais secretas, tornando-se a personificação da libido, a deusa do sexo que tanto anseia.

Crie situações picantes usando fantasias eróticas ou encenando situações excitantes. Tente, por exemplo, propor uma situação levemente sadomasoquista, como chefe e secretária ou professor e aluna, com algumas palmadas para aquecer o clima (e não só).

3 – Trabalhe de... boca

O sexo oral não enlouquece apenas as mulheres, também os homens amam e quando a fazê-lo é sua parceira, visivelmente animada, isso o deixa absolutamente extasiado. Agache-se diante dele e saboreie seu pênis como faria com o sorvete que você ama, ou com uma fruta deliciosa, se esqueça de ter os dentes, mas libere a sua sensualidade jogando com os lábios e a língua, variando o tempo de ambos os movimentos e a intensidade. Em breve você vai aprender o que ele mais gosta...

Um casal fazendo sexo oral na posição do 69

4 - Orgasmo simultâneo, um objetivo possível

Você já se perguntou qual é a melhor posição para tentar alcançar, simultaneamente, o orgasmo? Nenhuma figura complicada do Kamasutra, mas a simples posição da Amazona, ou seja, a mulher cavalgando no homem. A razão é óbvia: você com movimentos oscilantes terá uma grande estimulação do ponto G, enquanto ele goza o show duas vezes o seu corpo excitado, os seios balançando, e os quadris para agarrar, para amplificar seu prazer. Basta experimentá-lo.

5 – O olho também quer sua parte

Assim como com a comida, o prazer também passa pelo visual que excita nossos sentidos e nos faz vir a famosa água na boca. Portanto, deixe de lado a timidez, vista um íntimo super sexy e, finalmente, transe com a luz acesa, você pode estar certa de que nesses momentos, ele nem vai reparar as gordurinhas na cintura ou um pingo de celulite, não vai ver mesmo. Como sabe, os homens têm uma abordagem mais visual ao sexo e menos emocional do que as mulheres, para ficar animados eles precisam ver o que acontece, e ver o seu prazer vai fazê-lo ficar com ainda mais desejo de possuí-la.

E você, quais técnicas de sedução usa para fazê-lo cair aos seus pés?

Casamento e perda do desejo

Há muitos casais que recorrem à terapia de casal para a perda do desejo sexual.

Em geral, eles se queixam de falta de motivação e excitação, o que os leva a evitar o outro por medo de desapontar suas expectativas. Ou eles temem que o parceiro possa procurá-los sexualmente e tentar evitá-lo.

Esta falta de desejo sexual pode ser de ambos os lados ou apenas um e há muitas causas. Além disso, às vezes acontece que falte o desejo de fazer sexo com o parceiro, mas não em geral, tendo neste caso fantasias sexuais respeito a outras pessoas e a procura de aventuras extraconjugais.

Um casal namorando.

Em geral, os casais evitam resolver essa situação no curto prazo, e somente quando a situação se torna insustentável eles correm para procurar ajuda. Sempre que a falta de desejo é reclamada, ela é atribuída a fatores externos, como estresse ou trabalho.

Nós tendemos a esconder esse problema e provavelmente não o resolvemos porque associamos o desejo sexual ao amor que sentimos um pelo outro. Então, dizer a outra pessoa de não ter vontade de estar com ela significa não o amar mais e, portanto, você quer evitar uma grande dor para seu parceiro.

Para este fim, devemos dizer que a associação desejo-amor nem sempre é válida e óbvia, por isso podemos não ter o desejo de fazer sexo, mas amar essa pessoa ou vice-versa e não a amar e ainda ter atração sexual para ela. De fato, a base do desejo não é o amor, mas o erotismo. Mas o que é erotismo? É esse estímulo, que vem de fora ou de dentro que desperta nosso desejo sexual.

Erotismo e desejo sexual.

E o que alimenta o erotismo? Existem vários fatores como: novidade, transgressão, variedade e imaginação. Um casal que se conheceu recentemente ainda está na primeira fase dos casos de amor e, portanto, apresenta todos os quatro elementos acima mencionados. Mas quando o tempo passa e a rotina pressiona, muitos sentem que perderam o desejo. De fato, tomando os quatro elementos considerados antes, a novidade não existe mais como o casal se conhece há muito tempo; consequentemente, não há curiosidade sobre o proibido e, portanto, também não há transgressão. Além disso, com o passar do tempo, é fácil que os modos de abordar o outro sejam sempre os mesmos e, portanto, também a variedade tenha cessado. Quanto ao último elemento, a fantasia, há o fator idade que afeta muito negativamente e deixa a vergonha prevalecer.

É possível reavivar o erotismo em um casal que está junto há muito tempo?

Nós pensamos que sim. O importante é a conscientização. Um casal que sabe que perdeu o erotismo com a consequente perda de desejo sexual e não quer se acostumar com isso, pode recuperar o desejo através da comunicação no casal, da compreensão mútua e aprendendo a amar novamente. Ele pode encontrar mil truques para reviver o desejo, dando realidade também às fantasias eróticas que se tem em qualquer idade. Sem ter vergonha, porque é sobre salvar a união do casal. Uma valida ajuda para apimentar a relação pode vir de estimulantes sexuais naturais, específicos para aumentar a testosterona no homem e para aumentar a libido feminina.

Confissões ... de mulheres

Não é a primeira vez que estamos lidando com o tema da homo/hetero/bi-sexualidade, um tópico que recebe muitas críticas, mas que também encontra muitos apoiadores.

Pessoalmente, acho que concordo com a teoria de que é certo satisfazer a curiosidade de alguém e experimentar um beijo com alguém do mesmo sexo, pelo menos uma vez na vida. E eu não acho que sou a única pessoa a pensar dessa maneira.

Um casal na cama

Se queremos citar a sabedoria popular, aquela que é transmitida oralmente de geração em geração, todos nós já ouvimos pelo menos uma vez na vida: "você sabe como é, é a idade!". Infância e pré-adolescência são fases em que as crianças descobrem o mundo. Nestas fases nos relacionamos mais com as pessoas do nosso sexo do que com os outros. É, portanto, fácil para os primeiros sentimentos românticos, os primeiros jogos ou mesmo o primeiro beijo acontecer com o nosso melhor amigo ou amiga. Apenas para experimentar e ver como é que se faz. Ninguém se escandaliza com isso, precisamente porque todos estamos cientes do fato de que é uma fase de descoberta.

Então crescemos, o processo de socialização intervém e, gostemos ou não, internalizamos os conceitos do que é considerado certo ou errado. Na adolescência nos tornamos, por assim dizer, muito mais fundamentalistas, não queremos ser julgados e temos medo.

É por volta dos 20 anos que nossa mente se abre novamente. O sexo não é mais uma novidade em si e, portanto, a curiosidade do passado recomeça, o desejo de experimentar. Pode ser um jogo simples, ou a consequência de um relacionamento que acabou mal, e aí acontece, talvez depois de ter bebido alguns copos amais, de beijar alguém inesperado. E percebemos no fundo que não há muita diferença entre beijar um menino ou uma menina. Por outro lado, mesmo com os olhos fechados e esquecendo todos os preconceitos, um beijo é um beijo!

Duas mulheres se beijando

Mas acariciar seu corpo é outra coisa. Sentir sob o toque a sua pele, suas curvas, é muito diferente, mas talvez por esse motivo mais emocionante. Isso lembra você da primeira vez. E você nunca teria pensado que na vida poderia haver dois "primeiros tempos". Tocando seus genitais, então ... é como se você estivesse explorando seu corpo.

Um momento chave é certamente o do sexo oral. Isso não tem nada a ver com o que você tentou até agora e pode lhe dar a medida se realmente gosta do que está fazendo ou não. De fato, você entende se até então você nunca o fez por preconceito ou porque... você simplesmente não gosta disso.

O importante é que essa experiência não implica uma redefinição de sua orientação sexual. Isso porque temos que imaginar as orientações sexuais (bi, hetero e omo) como em uma única linha. Não existe pessoa que seja 100% hetero ou homo; em vez disso, haverá pessoas que se identificam mais com uma orientação, por exemplo, em linha reta, mas ao mesmo tempo se sentem atraídas por uma pessoa do mesmo sexo.

Somos todos livres para duvidar, tentar ou decidir não o fazer. Sim, porque só nós nos conhecemos, só nós podemos escolher de nos definir de uma determinada maneira ou não nos definirmos de forma alguma. Eu beijei uma garota e gostei...